Memorial da
  História em Quadrinhos
  da Paraíba

 
       Index - História - Autores - Personagens - Publicações - Grupos  

Atualizado em julho de 2013

O Memorial da História em Quadrinhos da Paraíba é um projeto de extensão e pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Paraíba

Edição:
Henrique Magalhães
Contato: henriquemais@gmail.com

Criou-se em julho de 2013, com fluxo constante de atualizações.

O Memorial hospeda-se no sítio da editora Marca de Fantasia e constitui-se em uma de suas seções.

 

  Grupos

A internet abriu inúmeras possibilidades para os novos autores não só de quadrinhos, mas de todas as artes, para mostrar e divulgar seu trabalho. Foi aproveitando essa plataforma que uma nova geração de quadrinistas da Paraíba veio a público, cheia de entusiasmo e criatividade. O Coletivo WC – de web comics – (coletivowc.com.br), apareceu pela primeira vez em 24 de julho de 2010, com uma tirinha de Thaïs Gualberto, que apresenta um humor intimista e voltado para as questões de gênero.

Ao tentar definir afinal o que seria web comics o grupo problematiza em uma das primeiras postagens: “Qualquer tira, charge e afins divulgadas na internet? Então a partir do momento em que são impressas perdem essa denominação? Ou seria webcomic apenas o material produzido diretamente no computador, excluindo assim tudo que fosse desenhado no papel e posteriormente escaneado? Ou ainda, comics que necessariamente só poderiam existir no meio digital, acoplando elementos como animação, áudio ou interatividade com outros sites?” Para Samuel de Gois, do próprio coletivo, “webcomic é o meio e não a mensagem. Mas que, numa possibilidade web é claro que existem uma infinidade de recursos que no papel não é possível (e o contrario também se aplica, de certa forma.)”.

O Coletivo WC inicialmente era formado por cinco quadrinista, mas sua exposição na internet acabou atraindo a adesão de muitos outros, ampliando a diversidade temática do grupo. Da internet o grupo resolveu experimentar a edição impressa, lançando primeiro um fanzine e em 2012 a revista Sanitário, numa autoparódia ao nome do coletivo. Além dessa edição impressa, o grupo circulou por festivais e outros eventos, levando a novidade dos quadrinhos paraibanos para outras paragens. Em 2013 sai mais uma edição de Sanitário, reunindo ainda mais autores e convidados e mostrando a qualidade profissional da produção, como também o capricho da bela diagramação e capa de Igor Tadeu.

Tanta diversidade autoral não deixaria de gerar o acirramento de idiossincrasias, o que é natural. Com a segunda edição da Sanitário o grupo anuncia o encerramento do Coletivo WC, prometendo uma profícua produção individual de seus autores, ou até a formação de novos grupos, guiada por outras afinidade.

Um painel das atividades do Coletivo WC foi postado na fanpage do grupo, a quem se pode atribuir autoria a Thaïs Gualberto. Passemos, então, a esse belo texto, que registra com propriedade a importância do Coletivo WC para os quadrinhos paraibanos.

Henrique Magalhães

Revista Sanitário #2 será lançada sábado na despedida do Coletivo WC

Em 24 de julho de 2010, foi postada a primeira tirinha no recém-criado blog do Coletivo WC. Naquela época, o grupo contava com cinco colaboradores. A princípio, foram convidados apenas quadrinistas amigos, mas à medida que as postagens aconteciam, mais pessoas tomavam conhecimento da existência do WC e esse número cresceu rapidamente.


Olga, a sexóloga taradóloga, por Thaïs Gualberto

Mas não é a quantidade de participantes que interessa. Ao longo desses três anos de existência, o grupo saiu da internet (WC é uma referência a webcomics, quadrinhos criados para ser publicados e lidos na internet) e fez em 2011 o seu primeiro zine, com tiragem de apenas 100 exemplares e uma pequena amostra das tirinhas publicadas no site. Samuel de Gois e Ricardo Jaime o levaram ao FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte) para distribuir entre os participantes do evento. Foi a primeira vez que a logo do papel higiênico com um lápis no meio (criada por Hindemburgo Rolim) se fez conhecer aos olhos distantes.

A necessidade de ir sempre além levou os quadrinistas a lançar em 2012, no segundo aniversário do coletivo, a primeira edição da sua revista, a Sanitário. O nome é uma referência ao trocadilho no nome do grupo, e o tema “O mundo ainda não acabou” foi escolhido por causa da fatídica previsão maia. Com 40 páginas em papel couché em preto e branco e tiragem de 1000 exemplares, a revista foi um grande passo adiante, distanciando um pouco mais o grupo do amadorismo em direção a uma abordagem mais profissional dos quadrinhos.


Lançamento da Sanitário n. 1: Jorge (presente,
mas fora do quadro), Thaïs, João,
Will, Manassés,
Lauro, Thiago, Ricardo e Igor

O primeiro lançamento foi realizado em João Pessoa, na Comic House, uma verdadeira casa para os leitores de quadrinhos da cidade. À medida que o tempo passava, fomos ficando cada vez mais surpresos com a quantidade de pessoas que comparecia. Familiares, amigos, entre outros, estavam lá, curiosos, para ver o resultado dessa produção talvez inédita de um grupo de quadrinistas paraibanos independentes. Se valeu a leitura ou não, fica a critério de cada um.

Mas valeu a experiência. Após o primeiro lançamento, conseguimos realizar outros em Areia, Brasília, Manaus e São Paulo. E decididos a levar a experiência adiante, começamos ainda em 2012 a definir os detalhes da segunda edição. Votamos no tema, definimos os quadrinistas a serem convidados, escrevemos e desenhamos as histórias, escolhemos a capa, mandamos pra gráfica. Falando assim até parece fácil, mas foram meses de discussões onde a unanimidade não costumava dar o ar da graça.

O resultado está aí, prestes a sair da gráfica e ser lançado. Mais uma vez, com capa (e diagramação) de Igor Tadeu. Mantivemos o formato da revista, mas mudamos os materiais e o acabamento. Nessas 88 páginas em papel offset preto e branco, os quadrinistas do Coletivo WC Igor Tadeu, João Neiva Peregrino, Jorge Elô, Lauro Perazzo, Will Simões, Rodrigo Leão, Samuel de Gois, Thaïs Gualberto, Thiago C.A. Leal e Val Fonseca apresentam suas histórias inéditas junto aos convidados Rafael Campos Rocha (Deus, Essa Gostosa), Cristina Eiko (Quadrinhos A2) e Paulo Crumbim (Quadrinhos A2 e Gnut).

Da mesma maneira que no ano anterior, o lançamento foi marcado para julho, mês de aniversário da estreia do grupo, e temos o Centro Cultural Espaço Mundo como parceiro. Este ano, a revista será lançada dentro das atividades da Semana do Audiovisual, antecedendo o show da banda pernambucana Bande Dessinée (do francês “banda desenhada”, “história quadrinhos”).

Entretanto, após esses três anos de convivência o Coletivo WC resolve se separar. O intento do grupo foi, desde o início, movimentar a produção independente de histórias em quadrinhos na Paraíba. E consideramos esse objetivo alcançado. Antes de criarmos o grupo nos perguntávamos quem mais estaria produzindo quadrinhos autorais no estado. Entre inúmeros aspirantes a quadrinistas da Marvel e DC, que tem seus próprios estilos e méritos, conseguimos encontrar em João Pessoa, Campina Grande, Lagoa Seca, Bayeux, entre outras, autores mais interessados no ainda chamado mercado alternativo e que queriam dar vazão à sua produção.

O fim do Coletivo WC não implica no fim dos quadrinistas do Coletivo WC. Continuaremos produzindo, individualmente, novos grupos surgirão com alguns de nós e com outros quadrinistas também. Esperamos que a existência do coletivo não se apague da memória cultural do estado e sejamos sempre lembrados, pelo nosso esforço em promover e divulgar o quadrinista paraibano e, claro, pelos nossos próprios quadrinhos.

Publicado em 22 de julho de 2013 por Coletivo WC:
http://coletivowc.com.br/2013/07/22/revista-sanitario-2-sera-lancada-sabado-na-despedida-do-coletivo-wc/. Acessado em 27/07/2013.

O lançamento da revista Sanitário n. 2 ocorreu no dia 27 de julho às 20h, no Centro Cultural Espaço Mundo, Praça Antenor Navarro, João Pessoa, PB. Valor da revista: R$ 15,00.

  Veja também
       
Edtora Marca
de Fantasia
       

 

 

 

 

 

 

 


Revista Sanitário n. 1,
lançada em julho de 2010

 


Volante para o lançamento
do segundo número da revista

 


Capa da segunda edição
da revista Sanitário

         Index - História - Autores - Personagens - Publicações - Grupos      www.marcadefantasia.com